Mostra Cinemundo estreia no Foz Comunidade e Bubas

 

Projeto itinerante visita bairros e oferece exibição gratuita de filmes à comunidade

Salas de cinema montadas em ginásios, associações, e com livre acesso para o público. A Mostra Cinemundo, mostra itinerante de cinema começa a levar a partir deste mês uma série de filmes a diferentes localidades da cidade. 

A iniciativa é da Prefeitura Municipal de Foz do Iguaçu, através da Fundação Cultural com apoio da Itaipu Binacional, Conselho de Desenvolvimento dos Municípios Lindeiros e Rede de Cultura e Patrimônio da Bacia do Paraná 3. O projeto também é uma parceria com as secretarias municipais de Assistência Social, Extraordinária de Direitos Humanos e Relações com a Comunidade, de Educação, da Saúde, além do SESC e Unila. 

A estreia do “Cinemundo: Encontros Comunitários com o Cinema”, acontece neste final de semana durante a realização do Foz Comunidade, no Jardim Universitário, no período da ação. A exibição oficial aberta à comunidade acontece dia 24, às 19h no Barracão da Comunidade (Rua dos Compadres, no Bubas). O filme exibido será “Narradores de Javé” (veja sinopse abaixo).

A escolha pelas localidades, de acordo com o coordenador do projeto na Fundação Cultural, Willian Fragata, foi feita com a participação popular e membros da comissão organizadora. “Uma curadoria é feita entre os parceiros, após reunião com lideranças dos bairros. Levamos o catálogo de filmes disponibilizados por plataformas na internet e licenciados pelo SESC, inclusive com filmes com direitos liberados, e com temáticas voltadas a cada público”, comentou. 

O itinerário da mostra prevê sessões públicas de cinema em diferentes localidades do município. As exibições atendem a diferentes públicos, desde crianças, adolescentes e jovens, até adultos e idosos. A mostra também contempla grupos de pessoas envolvidas em processos educativos, atendidos por projetos sociais e/ou organizados em associações e coletivos comunitários. As funções são seguidas de debates mediados por convidados contextualizados nos temas abordados pela obra audiovisual e terão como foco a reflexão sobre a imagem fílmica e seu objeto de representação.

 “A ideia é promover a aproximação da população com a linguagem cinematográfica, assim como ampliar a oferta de produtos culturais em regiões periféricas e com carência de acesso a salas de exibição”, resumiu. Para ele, a exibição nos bairros, com a criação de um ambiente de sala, favorece a apreciação coletiva. 

 

Cronograma das exibições:

21/09 – UNIOESTE (Foz comunidade)

24/09 – Bubas

27/09 – CCVC (Itaipu C)

02/10 – CEJU (Jd. Naipi)

03/10 – CAIA (Porto Meira)

04/10 – Um Chute para o Futuro (Porto Belo)

07/10 –  AFA (Porto Meira)

08/10 – Centro Comunitário (Jd. Canadá)

09/10 – CNI (Cidade Nova)

11/10 – CEB Clóvis Cunha (Lagoa Dourada)

25/10 – CEB Darci Zanatta (Morumbi)

01/11 – CEB Leonel Brizola (Três Lagoas)

08/11 – CEB Arnaldo Isidoro (Itaipu C)

22/11 – CEB Francisco Buba (Porto Meira)

29/11 – CEB Érico Veríssimo (Jd. São Paulo)

 

Sinopse: “Narradores de Javé”

A pequena cidade de Javé será submersa pelas águas de uma represa. Seus moradores não serão indenizados e não foram sequer notificados porque não possuem registros nem documentos das terras. Inconformados, descobrem que o local poderia ser preservado se tivesse um patrimônio histórico de valor comprovado em “documento científico”. Decidem então escrever a história da cidade – mas poucos sabem ler e só um morador, o carteiro, sabe escrever. Depois disso, todos procuram Antônio Biá para acrescentar algumas linhas e ter o seu nome citado.

Com José Dumont, Matheus Nachtergaele, Nelson Xavier e outros grandes ícones do cinema brasileiro, venha rir e se emocionar com essa história!