Neste sábado, Foz ComUnidade terá intensa programação cultural

Projeto “Eu, você e uma história” levará contação de história, oficinas de circo e literatura; ação também contará com atividades recreativas e encerrará com uma roda de samba

Neste sábado (20), a programação do Foz ComUnidade estará repleta de atividades culturais e contará com espetáculo de circo, oficina de literatura, contações de história, roda de samba e muita recreação. A terceira edição do projeto acontecerá a partir das 9h, no Centro de Convivência Érico Veríssimo, no Jardim São Paulo e ofertará mais de 50 serviços públicos à comunidade.

As atrações e atividades artísticas são uma realização da Fundação Cultural.  A instituição integra o projeto Foz ComUnidade, uma ação governamental coordenada pela Secretaria Extraordinária de Direitos Humanos e Relações com a Comunidade.

A programação cultural terá início às 10h com a realização do espetáculo “Todo dia é dia de circo”, com a Trupe Luz da Lua. Malabarismo, acrobacias, equilibrismo misturadas à brincadeiras de infância vão garantir a magia e a diversão da atividade. Às 15h, será a vez de a atriz Yoná Castilho encantar e divertir a criançada com uma contação de história que leva título de “Redescobrindo Monstros e Princesas”. A atividade, direcionada para crianças a partir de 6 anos, reúne histórias da literatura clássica onde as personagens ganham um novo jeito de ser, inusitado e humano, despertando questionamentos e uma nova forma de olhar para as leituras infantis.

Na sequência, às 16h, a Bruxa Cueca, personagem encenada pela escritora Adriana Maria Zaneta, vai envolver as crianças com a contação de história “A sopa boa é com as vogais”. O texto lúdico e educativo de autoria de Zaneta trabalha a aprendizagem sobre as vogais e a alimentação saudável de uma forma interativa, com a realização de jogos de memória e desenhos.  A contação de história vira oficina de literatura, desenho e brincadeiras, transformando a atividade em uma grande exploração das linguagens artísticas e pedagógicas.

Ao longo do dia, crianças e jovens também poderão se divertir com atividades de recreação. O cantinho da biblioteca também estará funcionando durante toda a programação, com espaço para ler e desenhar.

Para encerrar a programação com muita descontração, às 17h, o Grupo Samba e Cia vai realizar uma roda de samba e contagiar o público com ritmos e canções que marcam a cultura popular brasileira.

Serviços

Promovido pelo Governo Municipal através da Secretaria Extraordinária de Direitos Humanos e Relações com a Comunidade, o Foz ComUnidade levará mais 50 serviços nas áreas de educação, saúde, assistência social, cidadania, esporte, cultura e lazer à população.

Os moradores da região do Jardim São Paulo poderão agendar a confecção da carteira de identidade, atualizar os dados do Cadastro Único, aferir a pressão arterial, fazer testes de glicemia, tomar vacinas e receber orientações sobre alimentação saudável e higiene bucal.

Eles podem ainda fazer sugestões ou reclamações sobre o bairro diretamente no estande da Ouvidoria, fazer a inscrição para programas habitacionais, dar entrada no pedido de regularização fundiária pelo Fozhabita e receber informações sobre o parcelamento do IPTU e ITBI, além de acesso ao crédito do Banco do Empreendedor.

Agentes de endemias do Centro de Controle de Zoonoses (CCZ) estarão presentes para orientar as pessoas sobre como cuidar dos quintais e evitar a proliferação do mosquito transmissor da dengue. A Secretaria de Educação também fará cadastros de vagas nos CMEIS para 2019.

 

Novidades

Uma das novidades desta edição é que as pessoas interessadas poderão fazer a inscrição para os cursos profissionalizantes ofertados pela Secretaria Municipal de Assistência Social (SMAS). São 900 vagas disponibilizadas para 30 diferentes cursos técnicos, entre eles: carpinteiro, confeiteiro, eletricista de automóveis, mestre de obras, padeiro, pintor de obras imobiliárias, instalador hidráulico, aplicador de revestimento, mecânico, entre outros. Para fazer a inscrição, basta levar os documentos pessoais (RG e CPF), comprovante de escolaridade e comprovante de endereço atualizado.  Os cursos acontecerão nas cinco regiões da cidade em locais a serem definidos pela SMAS.

As vagas serão distribuídas conforme as prioridades: Pessoas em situação de vulnerabilidade social, que estejam inscritas no Cadastro Único e recebam auxílio do Governo Federal, como o Bolsa Família. As mulheres terão vagas preferenciais e todos os cursos irão oferecer uma vaga para migrantes em situação legal no Brasil. Caso as turmas não sejam preenchidas as vagas excedentes serão ofertadas à população em geral. Cada curso terá em média 4 meses de duração, e ao final, o aluno receberá um certificado de formação reconhecido nacionalmente pelo SENAI.