27
abr
Cê na Sexta: Espaço do Poeta
19:30 até 22:00
27-04-18

Ação literária acontece nesta sexta (27), às 19h30, e abre espaço para escritores declamarem poesias, lançarem e autografarem livros e conta com apresentações musicais

O “Cê na Sexta”, programa cultural que já se tornou ponto de encontro da comunidade às sextas-feiras à noite, na Fundação Cultural, inaugura nesta sexta (27), às 19h30, o “Espaço do Poeta”. Com slogan “Um espaço para dar vida à sua poesia”, a ação literária visa abrir oportunidade para escritores profissionais ou amadores – e até aqueles que guardam as obras na gaveta – poderem declamar suas poesias, poemas e contos.

Além da declamação de poesias e saraus, o espaço contará com lançamento de livros e mesa de autógrafos, atividades sempre embaladas por intervenções musicais. Coordenado pelo professor e músico Washington Lerias, o Espaço do Poeta também sempre terá um convidado especial ligado à literatura e à música, linguagem que também está intimamente ligada à poesia.

Além dos convidados, a ação cultural lança os Destaques do Mês, com a participação de personalidades da comunidade que desenvolvam iniciativas relevantes acerca da literatura. A intenção é dar visibilidade, valorizar e incentivar os ativistas que transformam a arte em uma causa e transformam de alguma maneira a realidade de muitas pessoas.

Programação
Neste primeiro encontro, quem participa da Mesa de Autógrafos é Francisco Amarillha, escritor, historiador, fotógrafo e guia turístico. Já o Destaque do Mês é dedicado ao rapper Mano Zeu e Coletivo No Hay Frontera. Em meio à música e mesa de autógrafos, haverá também uma apresentação das publicações do selo editorial Capivara Preta.

Literatura

É a primeira vez que a literatura entra na agenda do Cê na Sexta, que já conta com atrações nas áreas de música, teatro e dança. A ação cultural é uma realização da Fundação Cultural e da Proex – Pro Reitoria de Extensão – da Unila e pretende marcar o encontro da comunidade com a produção artística local, fortalecendo e valorizando a arte da região trinacional e a formação de público.