17
nov
Cê na Sexta apresenta “Corpos e sentidos nas danças”
19:30 até 22:00
17-11-17

A diversidade mais uma vez marca a programação do “Cê na Sexta”, projeto cultural desenvolvido em parceria entre a Fundação Cultural e a Unila. Esta sexta, 17, às 19h30, a Fundação recebe o espetáculo  “Corpos e sentidos nas danças”. Três grupos retratam várias culturas e estilos de dança que variam do contemporâneo à coreografia indiana. Sobem ao palco dançarinas e dançarinos do Grupo de Dança do Centro Comunitário da Vila C (CCVC), representante a dança do ventre, Shadia Scherer, e a Escola de Danças Julia Corneta. Assim como em todas as apresentações, a entrada é franca e deve repetir o sucesso de todas as edições.

O grupo de Dança do CCVC oferece ao público o espetáculo “Indo ao seu encontro e Dizendo adeus”, uma coreografia Coreografia elaborada pelas alunas do 7° ano de ballet do Centro Comunitário. As bailarinas Mylena Kruger, Julia Moraes, Gabrielly Cassia, Camila Machado e Gildiane Galivar produziram um trabalho de dança continuado, desenvolvendo pesquisas e linguagens de um trabalho artístico específico baseado em músicas internacionais. Apoia-se em técnicas de dança como a contemporânea, o balé clássico e jazz como ferramentas que potencializam os corpos para que então, se desenvolva a linguagem cênica coregráfica.

A apresentação da bailarina e professora Shadia Scherer se baseia em um estilo conhecido no Brasil como rotina clássica oriental. Nos países árabes ela é chamada de mejance, que é um pouporri de ritmos árabes, onde se inicia com um ritmo acelerado, passa por vários ritmos como lento e folclóricos. A escola Júlia Corneta também apresenta a versatilidade de vários estilos de dança e contemplará a comunidade com coreografias que conjugam leveza, ritmo e velocidade.

Cê na Sexta

A Fundação Cultural e a Unila está promovendo uma importante vitalidade na cena cultural de Foz do Iguaçu. O projeto Cê na Sexta é mais uma das parcerias envolvendo as duas instituições e que visa difundir a cultura e tornar o conhecimento e o fazer acessíveis à população. Além de apresentações, o espaço promove debates acerca das obras apresentadas, trocando conhecimento e dialogando sobre as várias abordagens das manifestações culturais.
Em funcionamento há quase dois meses, o Cê na Sexta acontece todas as sextas-feiras, na Fundação Cultural.
Inicialmente quatro linguagens estão sendo desenvolvidas: teatro,  música, dança e cinema. Cada área é coordenada por um professor e artista. Na música, o responsável é o Regente Gustavo Henrique, nas Artes Cênicas, o ator André Macedo, na Dança, a coreógrafa Sandra Zotovici, e na área de cinema, Felipe Lovo.