18
maio
Cê na Sexta apresenta “Corpos, Danças e Músicas”
19:30 até 20:30
18-05-18

Atração desta sexta (18), na Fundação, às 19h30, conta com apresentações de Jazz, Dança de Teatro e Improvisação; atividade também fará homenagem ao Haiti

Quando o corpo dá movimento à música, surge a apresentação “Corpos, Danças e Músicas” que marca o Cê na Sexta desta sexta-feira, 18, às 19h30, na Fundação Cultural. A atração traz a bela fusão da música com o corpo e a dança e contará com apresentação de dança do Coletivo de Teatro Cote´Coi, da Unila, e do Grupo de Dança e Música do Caia – Centro de Atenção Integral ao Adolescente.

A programação contará com três estilos de dança: Jazz, Dança de teatro e Improvisação. As coreografias de Jazz e Dança de Teatro levam a assinatura da coreógrafa Sandra Zotovici e serão encenadas pelo Coletivo de Teatro Cote´Coit, um projeto de extensão da Unila. Já a apresentação de Jazz ficará por conta do grupo de dança do Caia, um programa de inserção social-comunitária que atende crianças e adolescentes de 9 a 17 anos de idade.

Além das coreografias com um repertório musical de qualidade, a apresentação também fará uma homenagem ao Haiti, em função da comemoração ao Dia da Bandeira, celebrado no dia 18 de maio. A ata histórica para os haitianos retrata a luta pela independência e a libertação do julgo da França, em 1803.

A atividade de dança é coordenada pela coreógrafa Sandra Zotovici e integra a programação do “Cê na Sexta”, um programa cultural desenvolvido entre a Fundação Cultural e a Unila. A cada sexta-feira, o Cê na Sexta oferece gratuitamente à comunidade uma atração nas áreas de dança, música, teatro e literatura. O objetivo é promover o encontro da arte e do artista com a comunidade, tornando as produções acessíveis, valorizando as realizações locais e fomentando a formação de público.

Cote´Coi

Formado em 2015, o COTE´COI, coletivo de Teatro da Proex da Unila, surgiu em 2015 para promover o vínculo com a comunidade e já formou vários artistas locais, contribuindo para a formação de público e com o fomento das artes cênicas na região. O termo COTE´COI surgiu de uma brincadeira feita a partir da junção das iniciais das palavras Contato e Improvisação, como era chamado o grupo inicialmente. Atualmente o coletivo é composto por 25 artistas, entre servidores e pessoas da comunidade que foram alcançadas pelo projeto de extensão